Seja Bem Vindo!

Eu não preciso de ti. Tu não precisas de mim. Mas, se tu me cativares, e se eu te cativar...Ambos precisaremos, um do outro. A gente só conhece bem as coisas que cativou, por isso tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!

(Antoine de Saint-Exupéry).


quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Tempo de Amar

Tempo

Tempo que demora a passar...
Tempo que voa, passa rápido demais...
Tempo que queremos eternizar...
Tempo que não volta mais...
Tempo de recordar...
Tempo de esquecer...
Tempo de sonhar...
Tempo de sofrer...
Tempo de esperar...
Tempo de viver...
Tempo de recomeçar...
Tempo de desistir...
Tempo de lutar...
Tempo de ceder...
Tempo de jogar...
Tempo de perder...
Tempo de dar...
Tempo de receber...
Tempo de saber esperar...
Esperar o tempo passar!

Ontem publiquei esta poesia sobre o Tempo no Recanto das Letras... e um amigo de lá mencionou em seu comentário que eu esqueci de falar sobre o "tempo de amar"...
E é claro, como não poderia deixar de ser, parei para pensar no assunto e percebi que tudo naquela poesia trata exatamente do tempo de amar, senão vejamos....


Quando a gente ama e está longe do ser amado, o tempo demora a passar, pois anseamos pelo próximo encontro; já quando estamos ao lado dele, o tempo voa, passando então... rápido demais. Passa a ser um tempo que queremos eternizar temendo que ele demore a voltar. E neste tempo o que fazemos senão recordar para assim não esquecer nada do que foi vivido?
Quando a gente está amando ou esperando por um amor, a gente sonha mais, mesmo que isto traga algum sofrimento sonhar nos ajuda a esperar...
Sonhar nos faz viver com mais intensidade o tempo que este amor demora ainda a chegar!
Tudo neste tempo de amar nos enseja à doce tarefa de recomeçar, de não desistir, de lutar por este amor pelo qual tanto esperamos.
A gente cede aos encantos deste sentimento, faz jogos imaginários de como vai se o momento em que ele chegar, a gente perde a cabeça e dá tudo que tem de si na busca por este amor, para que quando ele chegue, possamos recebê-lo com toda a força do sentimento contido no peito.
E pra que tudo saia perfeito, daquele jeito que a gente deseja, é preciso saber esperar...sim, esperar o tempo passar!
Tempo...me dê todo este sentimento!

By: Mari

Um comentário:

Rodrigo Marcilio disse...

Há também a ilusão de que há um tempo... Se não há um tempo... não há nada que passou... e mesmo nada que passará... a transcedência do tempo nos faz acordar... de um tempo que nunca transcorreu !!!

Namstê !

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails