Seja Bem Vindo!

Eu não preciso de ti. Tu não precisas de mim. Mas, se tu me cativares, e se eu te cativar...Ambos precisaremos, um do outro. A gente só conhece bem as coisas que cativou, por isso tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!

(Antoine de Saint-Exupéry).


sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Bom dia pra você que chega até aqui...

Olá, bom dia!!!
Senti que este seria o texto ideal pra começar bem o final de semana...
É um texto que nos faz refletir...pensar mesmo no que temos feito com a gente!
Quanto eu o li a primeira vez, senti uma força renovada dentro de mim...
E pude entender alguns sentimentos que rondavam a minha alma.
Então, mesmo que você já o tenha lindo...leia outra vez, vale a pena!
E a imagem nos convida a viajar pelos caminhos da paz
e liberdade interior!


Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.

E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome... AUTO-ESTIMA.


Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.

Hoje sei que isso é...AUTENTICIDADE.


Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de... AMADURECIMENTO.


Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.
Hoje sei que o nome disso é... RESPEITO.


Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama... AMOR PRÓPRIO.


Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.
Hoje sei que isso é... SIMPLICIDADE.


Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.
Hoje descobri a... HUMILDADE.


Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... PLENITUDE.


Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.
Tudo isso é... SABER VIVER!

Kim McMillen (When I Loved Myself Enough)

4 comentários:

Yasmine Lemos disse...

Oi Mari,seu blog é suavidade e singeleza pura.adorei.vou ficar vindo visitar.
beijos

Mari disse...

Olá Yasmine, seja muito bem vinda e venha sempre que quiser...o Cantinho é seu!
beijo querida

Misturação - Ana Karla Tenório disse...

Mari vim sonhar e não é que sonhei mesmo?!!!
É lindo!
Você já está na minha barra de favoritos no blog, viu?!!!
Xeros!

Mari disse...

Oi Aninha...isso mesmo sonhe! Obrigada pelo carinho! Beijos

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails