Seja Bem Vindo!

Eu não preciso de ti. Tu não precisas de mim. Mas, se tu me cativares, e se eu te cativar...Ambos precisaremos, um do outro. A gente só conhece bem as coisas que cativou, por isso tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!

(Antoine de Saint-Exupéry).


quinta-feira, 25 de março de 2010

Comentários que fazem pensar...


Uma coisa me chamou atenção hoje ao ouvir a locutora da rádio...
Ela falava de um lugar onde música e 'gente bonita', certeza de uma noite agradável...
Este comentário pegou...
Pegou e me fez ficar pensando sobre este negócio de "beleza", super valorizada, cultuada, com parâmetros cada dia mais exigentes. Afinal o que é a "beleza"?
Estou lendo um livro muito interessante e ontem à noite lia uma parte, exatamente onde Deus questionava a personagem sobre os padrões de beleza que nós, seres humanos temos, quando a personagem diz que tinha em mente um Deus, completamente diferente D'aquele que se apresentava à sua frente.
E Deus diz mais ou menos assim:


"...Até onde, vocês seres-humanos, minhas criaturas amadas, enxergam a beleza? Não faz a convivência, o favor de mudar qualquer padrão pré-estabelecido para o que é belo ou não? Através das atitudes não mostram vocês, tudo o que têm de mais bonito ou de mais abominável? Não expõem tanto a beleza quanto a feiura, através de seus gestos todos os dias?..."


E hoje escuto a locutora falando de "gente bonita"...
Bem, eu só posso dizer que a beleza na qual eu acredito, é aquela que não está visível.
Como bem disse Antoine de Saint Exupéry, no livro "O Pequeno Príncipe":


" Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos."


By: Mari

9 comentários:

manuel marques disse...

A beleza é apenas a promessa da felicidade ...

Beijo.

Butterfly disse...

Olá querida, seu texto sobre a verdadeira beleza é maravilhoso. De fato mostramos nossas belezas e feiuras todos os dias em nossas atitudes, muitas vezes impensadas.
Me permita usar sua citação do livro o pequeno principe:
"Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos."
Você me parece ser uma pessoa sincivel que concerteza encherga com o coração, portanto consegui vê a verdadeira beleza.
Parabéns.

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Mari
Hoje existe uma ditadura da beleza criada pelo mercado de consumo, aquele que não se rende a ela, é rejeitado por todos. A beleza espiritual poucos dão valor. É pena.
Um abraço

Eduardo Felipe disse...

Anjo loiro... Parabénssssssssssssssss, sempre que pensas em fazer algum "risko" ou "rabisko", isso sai de dentro de sua alma nos seus mais puros sentimentos e fica impregnado em nós!

Seu fã, ontem, hoje e sempre, seu!
Eduardo

Mari disse...

Linda borboleta!
É nesta beleza que não se vê com os olhos que eu acredito amiga!
bjs

Mari disse...

O que é uma pena né Wanderley?
Um beijo

Mari disse...

Eduardo meu querido,
Você é altamente suspeito! rs
Fico feliz em te ver aui também! Obrigada!
Até sabado então!
Beijos

marliborges disse...

Mari, ao ler seu texto tão lindo lembrei-me de umas palavras que estão sempre comigo: "as mais belas coisas da vida, não podemos ver nem ouvir, elas devem ser sentidas com o coração". Acho que é por aí. Esse ideal de beleza que vem ditando as regras do nosso mundo material, todos sabemos da superficialidade que encerra, é apenas um verniz frágil que vai descascando dia a dia.

Mari disse...

Oi Marli,
É isso mesmo minha querida..e assim a gente segue vivendo, amando e aprendendo!
Beijos

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails