Seja Bem Vindo!

Eu não preciso de ti. Tu não precisas de mim. Mas, se tu me cativares, e se eu te cativar...Ambos precisaremos, um do outro. A gente só conhece bem as coisas que cativou, por isso tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!

(Antoine de Saint-Exupéry).


sábado, 6 de março de 2010

Conto de um amor eterno


Fazia calor naquela noite...
Era verão afinal.
Uma festa, amigos, música...
Ela vira-se e olha para a entrada e encontra outro olhar...quanto tempo haviam esperado?
As emoções se misturam ao barulho da multidão, mas para eles tudo era silêncio, o mundo havia parado, só eles existiam.
A respiração anciosa era a melodia daquela hora...A aproximação foi lenta, parecia um filme antigo, de épocas passadas...de vidas que se reencontravam.

Mãos frias, coração acelerado...
Um cumprimento tímido, um oi meio sem jeito...
Mas os olhares não se desgrudavam circulando os dois pelo salão...
Não, ali não, teriam que esperar ainda mais.
Até quando?
Até a manhã seguinte...
Finalmente frente a frente, num quarto de hotel, no centro nervoso de uma grande metrópole...
Mas naquele quarto só existiam os dois, emocionados, que pela primeira vez se tocavam, se abraçavam e finalmente se revelavam sem disfarces, sem receios...
Amor, fizeram amor exaustivamente...seus corpos se precisavam urgentemente.
Tanto se amaram quanto se descobriram... foi mágico aquele momento.
Juraram juras de amor eterno, de não mais se perderem no caminho...
Mas se perderam e de novo se encontraram, não uma mas algumas vezes...
E a intensidade do sentimento só confirmava que eram mesmo um do outro,
E se amavam e se misturavam, com aquela certeza absurda de serem um só!
E serem pra sempre um do outro e um no outro...
Hoje vivem os dois pela metade...
Um aqui, outro lá...
A parte daquele que está aqui não se completa sem a parte daquele que está lá...
Vivem assim, feito almas que perderam a conexão com o divino...
Almas partidas, almas com dor...
A dor do amor que nunca terminou...

By: Mari

2 comentários:

Leonardo B. disse...

[felizmente que em todo o mundo parece haver um remake desse filme; deve estar incluído no nosso código genético... começar, recomeçar, cair, levantar e não deixarmos a nossa vida por créditos alheios]

um imenso abraço, Mari

Leonardo B.

Mari disse...

É isto mesmo Leonardo, com toda certeza meu querido.
Abraço grande

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails