Seja Bem Vindo!

Eu não preciso de ti. Tu não precisas de mim. Mas, se tu me cativares, e se eu te cativar...Ambos precisaremos, um do outro. A gente só conhece bem as coisas que cativou, por isso tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!

(Antoine de Saint-Exupéry).


sábado, 29 de maio de 2010

Relacionamento "Fast Food"


Estava assistindo o Jornal Nacional agorinha e vi uma matéria que me chamou a atenção.
Hoje no Parque do Ibirapuera aqui em São Paulo, aconteceu a passeanta "Cansei de ser Sozinho" ou "Movimento dos sem namorado".
E não pense você que ali no movimento estavam apenas quarentões ou mais velhos ...nada, tinha gente de tudo quanto era idade. Todos com a mesma queixa, está faltando namorado!
Uns diziam que era díficil porque eram altos demais, gordinhos demais, jovens demais...enfim tinha gente ali de todo tipo, tamanho, cor...Todo mundo cansado de ser sozinho!
Dai comecei e pensar no porque de tanta gente reclamando pelo mesmo motivo.

Acredito que nos dias atuais tudo está ficando muito supérfulo, inclusive os relacionamentos.
Estamos nos acostumando com a rapidez e com a urgência em tudo quanto fazemos diariamente...e isto está se estendendo para os relacionamentos.
Eu diria que hoje existem os relacinamentos do tipo "fast food".
As pessoas conhecem alguém e daí vai acontecendo tudo rápido demais...o primeiro beijo, a primeira transa, a primeira discussão, a primeira tomada de consciência de que aquela pessoa pode não ser o que se esperava (as pessoas nem se dão tempo para confirmar isto)...enfim, o descarte rápido do relacionamento e a saída imediata para um novo. Como se relacinamento pudesse ser assim sabido e sentido com tamanha rapidez. Como quando a gente está com fome, para num fast food, pede um lanche sem mesmo precisar descer do carro, come, mata a fome e se prepara para o próximo fast food tão logo sinta fome de novo.

Eu penso que este tipo de notícia deveria servir para nos levar à reflexão de tudo quanto pensamos e de fato queremos para as nossas vidas. Não só no que diz respeito ao relacionamento homem e mulher, mas também em todos os relacionamentos que nos envolvem diariamente.
Tem um ditado antigo que ouço desde criança que diz "A pressa é inimiga da perfeição".
Para tudo na vida a gente precisa de calma e tranquilidade...principalmente para as coisas que envolvem os sentimentos, que são o que temos de mais precioso...são a nossa essência, o que nos torna melhores...ou piores!

By: Mari

16 comentários:

Fernanda Valente disse...

verdade Mari, é triste ver isso... as pessoas não tem paciência de conhecerem umas as outras, não querem se aprofundar num compromisso, é por isso, que é muito difícil manter um casamento nos dias atuais, pois as pessoas só querem compartilhar a alegria, mas a tristeza, nem pensar...
quando realmente precisamos, somos descartados...
é isso! ótimo post para a reflexão. adorei

Mari disse...

Oi Fernanda...
É minha amiga eu penso muito sobre isto, na futilidade que norteia os sentimentos das pessoas..tanto que já estou escrevendo um pouco mais sobre isto.
Acredito que este post ainda vai render muito, pelo menos para a minha mania de pensar rsrs
Um beijo

Cristina Danuta disse...

Oi Mari.

Excelente post. Realmente, hoje em dia é difícil conseguir um relacionamento que saia do "superficial". As pessoas não tem paciência (ou seria interesse mesmo?) de conhecer o outro. Dizem que o individualismo é um dos males deste século. Somos uma grande multidão de solitários. Mas, como uma boa romântica, ainda tenho esperanças de que nem tudo está perdido. =)

Bjs

Mari disse...

Oi Cris, boa noite!
Perfeito Cris...é isso mesmo que eu tenho percebido, e pelo que vejo não só eu é claro. Basta um pouquinho de sensibilidade só isto.
Ah somos duas minha amiga, nós as românticas nunca deixamos de acreditar!
Um beijo

Bleeding_Angel disse...

Sei lah, eu vejo mta gnt reclamando q naum tem um companheiro, ai qndo vamos conversar mais a fundo, akbamos por notar q esta pessoa eh mto exigente, ou seja, idealiza o par perfeito e dispensa os "comuns" q estaum ao seu redor e, sendo assim, se naum abrirem os olhos, akbaraum envelhecendo sozinhas.
Bjos e otimo domingo pra ti.

Mari disse...

Olá Lukas,
É isto também pode acontecer sim, essa exigência é um fato, mas nem sempre é assim!
Um beijo

Estrela disse...

Mari,
Oiee...
Eu penso como vc, está tudo muito superficial. A pouco tempo atrás estava com um rapaz aí descobri que além de mim ele estava com mais duas, saí fora e logo passou um mês descobri que ele estava ou melhor esta namorando minha prima...achei tudo uma falta de respeito, mais depois com a cabeça mais fria e orgulho ferido já cicatrizado fui parar para analisar a situação.
Quero sim um relacionamento de verdade, viver um amor (puxa quem não sonha com isso), andar de mãos dadas, ir ao cimena, já imaginou nas ir nas festa acompanhada...rs.. mais quero principalmente respeito.
O amor não pode ser tratado assim como algo banal.
Mas reconheço está complicado...rs.

Beijos no coração (*_*) Jú

Mari disse...

É Jú...cada dia mais complicado.
O respeito é sim o principal em qualquer relacionamento saudável.
Mas a gente um dia acerta, eu não perco a esperança rs
Um beijo

*Teresa Cristina* disse...

Oiee Mari assisti uma palestra com um compositor pernambucano, Silvério Pessoa em q ele falava justamente desta banalização das relações, ele até citou sobre um livro q estou doidinha pra comprar, o titulo é Amor líquido – sobre a fragilidade dos laços humanos, de Zigmunt Bauman.
Bem fica a dica!!
Bjss♥

Mari disse...

Pois é Teresa,
Também já ouvi falar deste livro, me disseram que é ótimo.
Primeiro preciso terminar uns livros começados para poder pensar em comprar outro rs
bjs

Flavio Ferrari disse...

Po, e eu estava viajando ...

Mari disse...

Pois então Flavio...
Que falta de sorte hein? rs
Um beijo

Tatiane Garcia disse...

o mal do século é a solidão...não dizia Renato? (já que falamos dele dia desses aqui...)Quanto maior a multidão, maior a solidão...tb penso mto nisso...conheço tta gente sozinha e que nao acha ninguém legal...sei lá viu Mari...a solução ou é complexa demais ou tão simples que não nos damos conta!!!

Mari disse...

É verdade Tati...
A solução deve ser uma dessas duas coisas mesmo...mas a gente não consegue enxergá-la amiga!
Um beijo grande

cantinho she disse...

Querida Mari, o seu post está simplesmente sensacional, parabéns pelo senso de oportunidade em ver a matéria e desenvolver esse post com colocações tão precisas e verdadeiras. Eu achei magnífica a sua definição: "relacionamentos fast food" muito bom, pior que está assim mesmo, é triste, mas é verdade, e é baseado nisso que aqui no RJ os homens não querem mais relacionamentos sólidos... :(
Aff!
Adorei o post!
Bjo, bjo!

Mari disse...

She querida,

Isto não é regional não...é no Brasil todo e infelizmente não são só os homens não...muitas mulheres tbem não querem nada de compromisso.
Triste, mas verdadeiro.
Beijos

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails