Seja Bem Vindo!

Eu não preciso de ti. Tu não precisas de mim. Mas, se tu me cativares, e se eu te cativar...Ambos precisaremos, um do outro. A gente só conhece bem as coisas que cativou, por isso tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!

(Antoine de Saint-Exupéry).


terça-feira, 8 de junho de 2010

O mundo virtual...


Ah! com certeza já aconteceu com você de sentir afinidade com alguém que você nunca viu! Sequer colocou seus olhos, não sabe quase nada a seu respeito... Só a conhece pelo que ela escreve para o mundo e permite que você leia e interaja.
Claro que sim, afinal isto é muito comum no mundo da virtualidade, mas é uma coisa na qual sempre penso.

Vamos conhecendo pessoas de todos os lugares, dos mais diversos tipos. Vamos conhecendo uma a uma e começamos a fazer uma seleção natural, tem aqueles que definitivamente não nos identificamos...
Mas por outro lado, aparecem aquelas pessoinhas tão especiais, que dizem tanto ao nosso coração que intensificamos o contato, por que elas realmente dizem algo à nossa alma, fazem parceria com o nosso coração...e vão se tornando indispensáveis na vida da gente.

Ficamos no campo do imaginário...
Passamos a querer adivinhar como seriam, qual o timbre da voz, quais as coisas que apreciam e quais aquelas que não suportam; muitas vezes identificamos algumas dessas coisas através dos textos, mas e aquilo que os textos não revelam?
E da mesma forma provocamos o isto nas pessoas, que se interessam pelo que escrevemos e com certeza passam pelo mesmo processo.
Às vezes fica difícil até de lembrar, como o mundinho da gente era tão mais limitado antes!

Eu só sei dizer que este mundo virtual me trouxe muitas surpresas agradáveis, quantos amigos que eram apenas uma foto na janelinha, hoje fazem parte da minha realidade. Tem aqueles que ainda não envolvi em um abraço de verdade...mas os quais já senti tão próximos que pude até perceber o calor que teria o seu abraço...
Às vezes eu viajo quilômetros e quilômetros e sinto pertinho um amigo querido que a virtualidade me deu...
E para fazer estar viagens não precisamos de muita coisa não, basta ligar o computador e o mundo se descortina frente aos nossos olhos...Basta conectar e está tudo ali à disposição: msn, skype, blog...enfim temos o mundo na ponta dos dedos e toda a emoção que quisermos sentir também...

Bem, tudo isto para dizer que esta é uma forma que encontrei de dizer a vocês, meus amigos virtuais e sonhadores do Cantinho...que vocês são realmente muito especiais, que vocês me estimulam a cada comentário, a cada email...a escrever mais sobre os sentimentos que vão aqui por dentro, a revelar mais de mim e da minha forma de sentir a vida.
Obrigada pelo respeito e pelo carinho que me dedicam.
Meu carinho a todos e a cada um de vocês em especial!

By: Mari

21 comentários:

Marliborges disse...

Querida Mari,
Que coincidência, amiga, também falei sobre os amigos virtuais no meu post de domingo na blogagem coletiva. Dá uma olhadinha, acho que ambos os posts se complementam. Que legal! Tu vês como são as coisas, as afinidades, as idéias, etc... e depois tem gente, (sabe aqueles parentes abobados) que enchem a boca para dizer, ah, mas são SÓ amizades vituais!! Beijos amiga, Adorei teu post.

Maria José disse...

Mari. Esse mundo virtual é extraordinário. Qualquer dia desses vai sair uma postagem no Arca sobre este tipo de relacionamento. Tem muito a ver com o que está em seu texto. Adoro suas visitas e quero lhe agradecer sua presença marcante no Arca. Estou meio sem tempo para percorrer todos os blogs amigos, mas nunca me esqueço de nenhum deles. Beijos e fique com Deus.

G. disse...

Ô, Mari... Texto lindo, sentimentos ainda mais... Percebo as coisas de um modo semelhante ao seu... Forte abraço, felicidades!

manuel marques disse...

Apareça sempre que queira tá.

Beijo.

JOE ANT disse...

Sei que sou um dos "visados" neste texto.
Pelo "pedacinho" que me cabe (e, que eu sinto),
revejo-me nessas palavras e faço jus ao dizer que concordo plenamente e que me tiraram as palavras,
não da boca mas, sim, do coração.
Bem haja pela ternura e dedicação, pela cortesia e emoção que tem dedicado a cada um de nós.
Somos poucos, mas somos um todo.
Todos contribuímos e o contributo individual faz com que nos conheçamos um pouco cada um.
Estamos sempre à espera de ver os comentários que cada um vai escrever.
Sentires e porvires.

Graça Pereira disse...

Querida Mari
Deixa-me assinar por baixo...tudo quanto escreveste...é que é mesmo verdade! O meu coração também ja fez e continua fazendo a sua selecão...e´que há amigos que já não consigo passar sem eles...
Beijo carinhoso
Graça

Mari disse...

Verade Marli, já cansei de ouvir este tipo de comentário.
Mas sabe, eu não ligo, porque a gente sabe o valor dos sentimentos que cultivamos aqui...são veradeiros e muitas vezes transcendem a telinha!
Um beijo

Mari disse...

Oi Maria José,
Eu realmente gosto de ir até a Arca e me deliciar com seus posts, sempre tão assertivos e que nos levam a refletir mais sobre tudo e sobre os próprios sentimentos.
Venha quando puder...nem sempre a gente consegue fazer tudo o que quer, eu sei como é!
Um beijo querida

Mari disse...

Oi Geraldo,

Que bom saber disso, que copartilhas do mesmo sentimento.
A afinidade é sempre uma boa companhia!
Abraço

Mari disse...

Você também Manuel é sempre bem vindo aqui no Cantinho!
Beijos

Mari disse...

Oi Joe,
Com certeza meu amigo você é um dos visados pelo texto.
Obrigada meu querido por suas palavras carinhosas e pelo carinho que tem comigo.
Sim meu amigo, podemos ser poucos mas com certeza fazemos o todo!
Um grande abraço

Mari disse...

Graça,
Voce está certa quando diz que tem amigos que não conseguimos mais passar sem...visto que nos fazem uma falta enorme quando não estão por perto.
Você faz parte deste grupo!
Um beijo e meu carinho

Isadora disse...

Mari concordo com você. Esse mundo, ainda, que virtual nos traz grandes surpresas e me sinto como você descreveu.
Me sinto próxima e com uma afinidade por algumas pessoas que nem conheço.
Acho esse o grande barato dessa aventura.
Um beijo

Mari disse...

E não é mesmo Isadora?
É uma coisa que a gente não consegue descrever ou explicar para os desavisados que não sabem como é!
Um beijo

Sonia Notaro disse...

Mari,tem pouco tempo que estou aqui ,e me vejo no teu post, pois sinto que a nossa interação aconteceu gratuitamente E a algum tempo eu passa por uns blogs, mas faltava uma sintonia,achava algo muito vago, ou muito excessivo,alguns blogs se preocupam com a quantidade de selinhos ou visitas, tudo meio impessoal, teve uns que postei comentários mesmo falando que não possuia blog, nunca houve um oi, um olá, esses mesmos que deixavam recados para varios que tinham blogs,cheguei a pensar que era só para os que possuiam blogs, poder fazer comentários, mais aí vc ver: deixe seu comentário! não saia sem comentar! e por aí vai... então através de um outro em que tive recepitividade cheguei ao seu blog e uns outro poucos que também me cativaram e me acolheram,concluo que a busca foi grande e poucos me aceitaram e houve uma troca espontânea..que bom para mim!Aqui encontrei uma amiga virtual, com pensamentos, emoções, ações e reações que me fez ter uma troca de energia muito boa...consciente da busca que cada um tem do seu auto conhecimento e que o contanto mesmo sendo virtual desperta em cada um a necessidade de um aprendizado para a convivência entre as pessoas, a relação humana
afetiva,solidária,...
Bjs meus ,ser de grande luz!

Mari disse...

Oi Soninha...

Eu acredito na troca de energia, pois ela existe e de tal forma que às vezes parece que consigo tocar as pessoas que visitam o Cantinho.
Como eu disse a afinidade nos aproxima ou nos afasta, e por aqui tenho notado uma grande sintonia de pensamentos..e desta forma toca o coração da gente.
Você, desde o primeiro comentário tocou e graças a Deus ficou e está sempre por aqui, deixando sua energia boa e suas palavras de carinho e sabedoria.
Obrigada pelo carinho e pelas doces palavras!
Um beijo querida!

Flavio Ferrari disse...

Essa coisa do timbre de voz deve ser uma coisa feminina ... várias amigas de café (no Arguta) me pediram para ouvir minha voz por telefone ...
Eu também sinto essa curiosa familiaridade nascendo e crescendo no universo blogueiro ...
E, sempre que possível, encontro pessoalmente, pelo menos uma vez, os visitantes mais frequentes do blog, com os quais rola uma certa empatia.
Aliás, já está na hora de te conhecer também ...
Bj

Mari disse...

Pois é Flavio...é uma das primeira coisas que me deixa curiosa...a voz, pq de uma certa forma a gente sempre tem uma referência visuaç( que pode até não ser a correta)...enfim qualque hora dessas também vou querer ouvir a sua rsrs
Legal isto de conhecer os visitantes do blog. Vi num dos blogs que acompanho que alguns membros de lá se encontraram,..
Bem..é verdade mesmo, a gente se visita bastante né? rs
Um beijo procê

Flavio Ferrari disse...

Houve uma primeira geração de frequentadores do Arguta que costumava se encontrar mensalmente no Genial (um bar da Vila Madalena).
Ficamos verdadeiramente amigos.
Espero poder repetir isso com a "nova geração" ...

Mari disse...

Então Flavio se esta "nova geração" do Arguta decidir se reunir, me avisa tá bom?
Quem sabe a gente se conhece de vero?!
bjs

*Teresa Cristina* disse...

Oiee Mari!!
Lindo post!!É interessante a amizade virtual mesmo, algumas pra se tornarem real de fato só falta se encontrar pq até telefone já troquei com alguns, são poucos, sabe, mas verdadeiros.
Meu carinho pra ti ....se cuida menina.Bjs e paz!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails