Seja Bem Vindo!

Eu não preciso de ti. Tu não precisas de mim. Mas, se tu me cativares, e se eu te cativar...Ambos precisaremos, um do outro. A gente só conhece bem as coisas que cativou, por isso tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!

(Antoine de Saint-Exupéry).


quinta-feira, 8 de julho de 2010

Decifra-me



Decifra-me...
Roube os meus sentidos
Viole os meus ouvidos
Sussurre seus mais loucos desejos
Apodere-se de todos os meus pensamentos
Aproprie-se de todos os meus sentimentos

Decifra-me...
Desvenda meus mistérios
Derrube minhas barreiras
Arrisque-se em mim
Aposte tudo
Entorpeça-se do meu mel
Perca-se em meus caminhos
Delicie-se em meus beijos
Entregue-se de vez ao meu chamado

Decifra-me...
Beba na fonte do meu desejo
Renda-se aos meus encantos
Absorva-me completa e loucamente
Permita-se e perca-se em mim

Decifra-me...
Mas decifra-me depressa,
Vem logo...
Minha urgência de você
É tanta...
Enlouquece...
Vem, você me decrifra e eu...
Te devoro!

By: Mari

16 comentários:

Misturação - Ana Karla disse...

Bem sugestiva essa poesia. rs
Gostei mesmo.

Bom dia Mari

Xeros

Daniel Senderos disse...

Sua poesia encanta Maristela. Faz sonhar e aguça os sentidos. Você sabe do que falo amiga.
Um beijo meu.
Daniel senderos.

Denise disse...

Uau!!

Sem maiores comentários...pra quê??
Bjo carinhoso, minha linda!

Chica disse...

Pura inspiração!Muito lindo!beijo,tudo de bom,chica

Yasmine Lemos disse...

UFA! MENINA..RSS demais amiga! lindo,lindo
mil beijos

Maria José disse...

Mari. Lindo. Maravilhoso. Amei. Beijos.

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Mari
Um poema cheio de desejos e emoção à flor da pele. Adorei.
Bjs

manuel marques disse...

Belíssimo poema.

"Amar-te é decifrar humildemente um enigma que não tem decifração."

Beijo.

Mari disse...

Pois é Aninha...

Tem coisas que escapam de mim assim rs...
Um beijo linda

Mari disse...

Oi Daniel...

Obrigada...
Concordo com essa coisa de aguçar os sentidos...foi o que senti.
Beijos

Mari disse...

Oi Nise querida...

É...tem coisas que se dizem sozinhas!
Beijos

Mari disse...

Chica...

Às vezes a inspiração aparece rs
Um beijo querida

Mari disse...

Yasmine...
Adorei seu texto viu?
Um beijo

Mari disse...

Ah Wanderley

Ultimamente tudo anda muito à flor da pele meu amigo...e quando é assim...é um perigo rs
Umbeijo

Andre Martin disse...

Hehehehe
Muito sugestiva e interessante essa poesia.
Dependendo do ponto de vista, também um misto de provocação e intimidação.
Pois além do mistério/enigma a ser decifrado, é inevitável a associação com a esfinge devoradora de gente ignorante rsss

A primeira estrofe lembrou uma música, O Meu Amor, da Ópera do Malandro, do Mestre Chico Buarque, do tempo que era de Holanda.

Mari disse...

Oi André,

Todos nós trazemos mistérios que precisam ser decifrados não é?

Beijos

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails