Seja Bem Vindo!

Eu não preciso de ti. Tu não precisas de mim. Mas, se tu me cativares, e se eu te cativar...Ambos precisaremos, um do outro. A gente só conhece bem as coisas que cativou, por isso tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!

(Antoine de Saint-Exupéry).


sexta-feira, 16 de julho de 2010

Meu modo de sentir a fé...


Recebi o seguinte questionamento, devido às minhas colocações na postagem de ontem sobre o caso do Bruno:

"Quanto a Deus, Alá ou Buda, vamos deixá-los de fora. Será que você acredita que não existem pessoas que podem ser boas e não acreditar nesse ser supremo? Será que só "tementes" a Deus podem ser bons e só são bons por serem justamente "tementes"?"


E daí eu refleti...como é meu costume.
Em tempos onde vemos tanta coisa errada acontecendo, não tem como não pensar o que leva as pessoas a terem comportamentos tão absurdos e de difícil compreensão.

Acredito sinceramente que a falta de amor a si mesmo e ao próximo é a razão fundamental para tal fato, isto é um reflexo da falta de fé...não só em Deus ou em um ser superior, mas a falta desta fé também em si mesmo, na vida e no outro. Aliado a isto, coloco ainda o respeito à vida e o amor ao próximo como outras carências fundamentais no ser humano.
Muitas pessoas dizem que não acreditam em Deus e eu as respeito, porque afinal nem todo mundo tem fé Nele como eu tenho; nem todo mundo acredita Nele...mas nem por isto esta pessoas que não crêem Nele, deixam de respeitar as pessoas e de acreditar que a bondande, a gentileza e o amor são fatores básicos na vida de qualquer pessoa.
É esta falta de valores a que me refiro, quando falo em fé, em Deus e em amor.
Refuto veementemente o jargão que diz que quem tem fé é "temente" a Deus...não vejo desta forma. Eu não vejo Deus de uma forma tal que eu deva temê-lo, eu O vejo como um Pai amoroso e carinhoso, que ama todos os Seus filhos igualmente...inclusive aqueles que se desviam do caminho, por isso eu não O temo, eu O respeito e amo sinceramente.
É por isto que eu repito que uma boa dose diária de fé, amor, gentileza, gratidão e respeito por nós mesmos e pelo outro é fator determinante para uma sociedade sadia. Esta é a tênua linha que diferencia os homens dos animais, os bons dos maus, os certos dos errados, as pessoas de bem dos assassinos e covardes.
Não existe esta coisa de se fazer guerra e dizer que é em nome do Senhor, de matar e dizer que foi por amor; de roubar, enganar, mentir...e depois cair de joelhos em qualquer igreja ou templo como muitos fazem...
Não...isto tudo é errado...os valores importantes e decentes se perdem a cada dia.
Vemos absurdos acontecerem diariamente na política, nas escolas, no trabalho, na sociedade...enfim em todos os setores da vida. As pessoas estão se afastando de si mesmas...desconhecem o amor próprio; como podem então amar ao próximo?
Muita gente me questiona quando falo de fé...mas eu insisto em dizer que quando a gente possue este sentimento as coisas fluem muito melhor em tudo nas nossas vidas.
Este é o meu jeito de ver as coisas, não estou dizendo aqui que é o único jeito ou que é o jeito certo de se viver, mas com certeza para mim isto faz toda a diferença do mundo.
Penso de coração, que a única forma de conseguir sentir a paz é vivendo em paz, com respeito, amor é fé...na vida, em mim mesma, no outro e em Deus!

By: Mari

20 comentários:

Isadora disse...

Oi Mari, bom dia?
Minha amiga concordo com você: ser temente a Deus também não concordo. Minhas atitudes boas não são pautadas no medo, mas sim, por acreditar que através delas podemos tocar o nosso próximo e nos tornarmos melhores.
Agora, porque vemos tantas coisas tristes e ruins acontecendo, nào tenho a explicação. Apenas fico triste.
Um beijo

Yasmine Lemos disse...

Oi Mari,
Escreveu bem. Temos que ter uma base de respeito ao próximo, amor, e fé para podermos enfrentar a tal da "índole do mal" que se reveste inúmeras vezes de bondade.
beijo e um otimo fds!

Naty Araújo disse...

Ser temente não é td...
A fé é sentida por infinitas formas... mas ser temente? não, não.. isso não é ter fé.

Beijão

JOE ANT disse...

Para alguma coisa estamos cá...
Tanto pode ser para "O Bem" e/ou para "O Mal".
...
Tento não "personificar" nem um, nem outro.
Abstenho-me de comentar estas matérias.
...
Assim, tento ser apenas eu, da maneira que acham e que eu também acho que deveria ser..
...
E... Que seja livre de tantos "atos" que se praticam em nome de situações que devemos evitar até pensar.
...
Se eu falhar, enfrentarei o meu destino.

manuel marques disse...

Texto muito bom.

Beijo e bom fds.

Socorro Melo disse...

Oi, Mari

Estou te visitando pela primeira vez. Muito interessante o seu Blog. Suas mensagens são inteligentes, cheias de vida...
Olha, eu concordo com você, acho que precisamos ter fé sim, em um Ser superior ou apenas em nós, na vida, só não devemos ser vazios de bons sentimentos. Creio, também, que a loucura da humanidade, o vazio,os crimes, a falta de respeito, é pura falta de AMOR.
Que Deus a abençõe.
Tenha um bom fim de semana.

Beijos
Socorro Melo

Terráqueo disse...

Mari,

Sou um agnóstico convicto. Não tenho fé em Deus algum criado pelos homens, e que ainda por cima você precise de um padre, pastor, guru, ou medium para ter acesso. Todavia, tenho grande fé no respeito a vida dos homens, animais e plantas. Tenho fé no amor, na gentileza, e que podemos fazer um mundo melhor. Beijos,
Terráqueo

Delta do Amazonas disse...

“Estão verdes, não prestam. Só cães os poderá tragar.”
Máxima de quem sente inveja.
Quem mata, esquarteja, desossa e lança aos cães é um invejoso, não ciumento.
Queria ele, ser tão bonito e sedutor quanto é o outro.
Dinheiro, fama, badalação, não bastam se não possui o que mais queria: Beleza externa e interna. Encantamento, magnetismo, poder de sedução.
Sua vítima, não entanto, não pode ser isentada de culpa pelo o que lhe foi imposto como punição. Homens, não desafiam outros homens porque sabem que tal acinte não gera boa coisa. Então, porque o fazem certas mulheres? Igualdade pressupõe-se agir igual.
A Lei Maria da Penha não é um escudo invencível, ao contrario, pode ser faca de dois gumes.
O bom senso cabe em todo lugar. Limites devem ser respeitados o tempo todo.
A estupidez inconsequente é caminho curto para a venda alma, venda na visão da sabedoria humana, do amor, do respeito e então, se dá o mergulho na escuridão fundamental da vida.
É assim que monstros travestidos de Seres Humanos emporcalham todas as suas existências, pra todo o sempre.

Mari disse...

Isa querida,

Eu também minha amiga entristeço a cada atrocidade que vejo...não consigo entender e muito menos explicá-las...apenas sinto e entristeço.
Um beijo

Mari disse...

É verdade mesmo Yasmine, quantas vezes não vemos o mal disfarçado em boas atitudes...
Quanto mais eu penso nisto, mais confusa eu fico.
Um beijo

Mari disse...

Que bom Naty, saber que você concorda comigo amiga!
Beijos

Mari disse...

Sim Joe, cá estamos tanto para o bem quanto para o mal...
Cabe a nós mesmos decidir por qual caminho queremos trilhar, para isto temos o livre arbítrio...
Mas temos que estar sempre cientes e conscientes das consequências a enfrentar de acordo com nossas escolhas!
Beijos

Mari disse...

Obrigada Manuel.
Biejo e bomm final de domingo.

Mari disse...

Olá Socorro, seja bem vinda ao Cantinho.
Obrigada por suas palavras, fico contente que tenha gostado do meu (nosso)m espaço.
Você captou exatamente o que eu quis dizer.
Venha sempre!
Beijos

Mari disse...

Oi Terráqueo,

Perfeita a sua colocação...é exatamente isto que eu disse...esta fé na gente mesmo, no próximo e nada vida..é disso que o mundo anda tão carente meu amigo.
Beijos

Mari disse...

Sergio, meu essencial e querido amigo...

A vítima neste caso, não era apenas uma mulher, era um SER HUMANO e como tal não merecia esta punição, por pior que tenha sido a sua atitude.
Nem mesmo quem matou da forma que matou, merece um fim destes.
Um beijo

Delta do Amazonas disse...

Maristela, Meu Raio de Sol,

Na Natureza impera a Lei de Caus e Efeito, onde o Livre Arbítrio determina com rigor absoluto o que será feito do nosso destino.
Há uma citação budista que diz:

Quer saber do seu passado?
Olhe para o presente.
Quer saber do seu futuro?
Olhe para o presente.

Uma citação Kardecista diz:

"Ninguém sofre nem mais nem menos doque a medida exata, do seu merecimento."

Eu não me atrevo a contestar nenhuma das duas.

Um beijo

Mari disse...

Sergio querido...

Nem eu meu amigo, nem eu!

Um beijo

Delta do Amazonas disse...

Sabe Meu Raio de Sol,

Muitas vezes, ficamos tão atordoados com a truculências dos fatos que nos vêm ao conhecimento que, talvez por defesa institntiva, fazemos uma analise superficial dos fatos.
No entanto, quando mergulhamos fundo na questão com serenidade e conhecimento das causas que levam um indivíduo a renunciar a sua condição humana para agir como um abutre esganado por carniça, podemos notar que existem elos importantes a ligar cada um dos passos de quem se faz a serviço da maldade.

Um beijo

Sueli Gallacci - artista plástica disse...

Mari, fico impressionada como temos a mesma linha de raciocínio! Eu escreveria esse texto sem mudar absolutamente nada!

A título de curiosidade, a expressão ‘temente e temor a Deus’ aparece inúmeras vezes na bíblia, mas é interessante saber que em nenhuma delas há a conotação de medo ou pavor a Deus. Antes, denota respeito a Ele, onde está envolvido o ‘cumprir Seus mandamentos’. A bíblia foi escrita em 3 idiomas antigos: hebraico, aramaico e grego. Temos que tomar muito cuidado na interpretação, visto que durante a tradução para os idiomas modernos, não se encontrou palavras exatas que exprimissem alguns termos usados nos idiomas originais. Há de se fazer cuidadosa análise do contexto.

Bjos.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails