Seja Bem Vindo!

Eu não preciso de ti. Tu não precisas de mim. Mas, se tu me cativares, e se eu te cativar...Ambos precisaremos, um do outro. A gente só conhece bem as coisas que cativou, por isso tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!

(Antoine de Saint-Exupéry).


domingo, 15 de agosto de 2010

Consideração


Tem coisas que eu realmente não consigo entender.
Por mais que eu viva e conviva com os mais diversos tipos de situações, ainda sim, às vezes fica muito complicado e até mesmo dolorido, aceitar e compreender algumas coisas.
É claro que eu sei que as diferenças existem e ainda bem que elas existem, pois são elas que proporcionam o conhecimento e crescimento da gente.
Sei também que cada pessoa tem o direito de optar por qual caminho deve seguir; decidir quem vai e quem fica em sua vida; fazer suas escolhas, enfim ir de encontro ao seu crescimento pessoal e à sua felicidade.
Mas sei também, que nenhum crescimento é possível e proveitoso, quando para que este ocorra... pessoas sejam preteridas ou não tenham seus sentimentos levados em consideração.
Tenho refletido muito sobre isso e não consigo chegar a uma conclusão que aquiete meu coração.
Acredito que muita gente tenha esquecido o significado muito importante de palavras como: “consideração”, “carinho”, “afeto” e “respeito”. Muitos falam sobre isso, discursam até demais, porém... poucos são os que efetivamente praticam de verdade tais virtudes.... E ai é que mora o perigo!
Não estou querendo dizer com isso que todo mundo precisa enxergar pessoas e relacionamentos da mesma forma que eu, não é isso.... só estou dizendo que, aquilo que dói em você, com certeza vai doer em mim também! Simples assim!
Como o ser humano é um bichinho bem complicado... simplesmente vai deixando de praticar o exercício simples e básico da “consideração”... uma vez que tenhamos consideração pelas pessoas e seus sentimentos, passamos a nos colocar no lugar delas e assim evitamos causar ao outro qualquer dor, sofrimento ou decepção que não gostaríamos que nos causassem.... tão simples, tão básico e tão pouco praticado!
A “consideração” desencadeia automaticamente: carinho, afeto e respeito, pois são todos sentimentos e atitudes que caminham juntos, são quase sinônimos um do outro!
Outro sentimento que anda um pouquinho fora de moda é a generosidade, o que explica a ausência dos outros já mencionados.
E assim estamos vivendo de um modo tão feio, onde pessoas são incluídas e descartadas das vidas umas das outras como se fossem objetos, que finda a sua utilidade são postas de lado, sem ao menos uma palavra de “consideração”... É ai que começam os ressentimentos, as mágoas, a falta de fé nas pessoas que ainda vão chegar em nossas vidas, a desconfiança, o medo da próxima entrega...enfim, chega uma hora que simplesmente não queremos mais nos machucar, isso é inevitável...
Então desistimos. Desistimos de investir em novas amizades, novos amores, novos relacionamentos...
Vamos nos fechando em nosso pequeno mundinho, cercados daqueles em quem realmente confiamos e sabemos que têm consideração e respeito por nós e por nossos sentimentos. E, cá entre nós, é muito triste ver as pessoas se tornando pequenos caramujos, se limitando ao convívio apertado e limitado de suas pequenas casinhas...
Eu acredito que este não é o nosso destino... nascemos para ser livres e voar em busca de novos desafios... nascemos para dar e receber, para o crescimento, para realizações, para expansão de novos horizontes, novas relações, novas experiências...
O que precisamos mesmo é prestar mais atenção em nosso comportamento e em nossas atitudes.... e, definitivamente cuidar do outro da mesmo forma que queremos ser cuidados, com carinho, afeto, respeito e muita consideração!


By: Mari 

14 comentários:

angela disse...

Muito bem lembrado. Um psicologo meio fora de moda criou um termo para isso que é empatia e nunca encontrei palavra melhor. É imaginar´se no lugar do outro com seus sentimentos rodos, isso não nos torna o outro mas nos dá a noção do que se passa com ele e as condições para entender e respeitar seu jeito de ser. Uma pratica que todos deveriam adotar, ajudaria e muito a tornar esse mundo mais generoso.
Beijos

Yasmine Lemos disse...

Bom dia! domingo ensolarado aqui em Natal!
Eita que humanidade mais complicada hein?!
Sei bem o que escreveu , sou bem amadora e infantil ao passar por situações parecidas.Decidi não me conformar, prefiro me magoar a ter que me moldar a comportamentos frios . Paciência ,vivemos numa aldeia pra lá de estranha e cada dia mais egoísta .Mas imagine o so daqui e o calor e esquente seu coração. um beijo Mari!

manuel marques disse...

A estima vale mais do que a celebridade, a consideração mais do que a fama, a honra mais do que a glória ,Excelente texto.

Beijo.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Mari
É como diz na oração de São Francisco: "É dando que se recebe". Nascemos para sermos felizes.
Tenha uma linda semana
Bjux

Mariana disse...

Concordo contigo.
Se a gente se colocar no lugar do outro, como gostaríamos d sermos tratados, a vida seria melhor, o homem mais humano e compartilharíamos mais momentos felizes.

Luciane disse...

Olá, Mari!
Às vezes traçamos caminhos que, sob nosso ponto de vista, são simples e corretos. E nos sentimos desrespeitados mesmo, quando parecem negligenciar nossos cuidados, nossas atenções. Como as pessoas são livres, têm sua individualidade, não podemos cobrar que se coloquem no nosso lugar. Mas com certeza, seria muito bom se o fizessem. As vezes penso que as pessoas não sabem estabelecer critérios. E por isso saem por aí magoando e desrespeitando. Mas a gente acaba superando tudo isso, não é? Afinal, temos ótimas intenções!! rs Um beijo e uma linda semana pra você. Preciso voltar mais vezes aqui. Me faz muito bem.

Pérola disse...

Mandou bem minha flor.
Eu posso lhe dizer seguramente que venho me poupando de me machucar,já fui compreensiva demais mas chega uma hora que vc desiste sim e eu desisti ñ vou negar.
Estou naquela linha de ficar envolvida com quem de fato me ama,as demais presenças são para mim figurinos.
Beijos minha flor.
Vc é mil.

Majoli disse...

Oi Mari, amei, amei.
Você tem o dom de nos envolver com o descrever de sentimentos.
Te lendo, a gente sente vontade de sair por aí a distribuir amor, carinho, afeição e muita consideração.
Tenho, e se tenho, tentado ao máximo ser sempre carinhosa, aliás isso é de mim, não sei ser de outro jeito.
Já tive em troca muito carinho, mas também já levei muita "paulada"...rsrs.
Mas continuo firme.
E como diz a Pérola, estou também me envolvendo com quem valha a pena, ser machucada, dói.

Beijos minha querida.
Tenha uma semana de muita paz.

Mari disse...

Meus queridos e queridas...

Eu acredito que é assim que é, olhar sempre o outro e nos vermos nele.. com certeza evitaríamos dissabores e muitos.
Beijos

REGINA GOULART SANTOS disse...

Mari,
Seu texto é quase que uma oração, de tão belo, profundo e expressivo.
Colocar-se no lugar das pessoas tem sido bem raro, e parece que o mundo em que vivemos, tende a coisificar os sentimentos puros e sinceros do ser humano.
O resultado após muitas decepções,é um embotamento afetivo, isolamento, mas que ao final, nos ajudam a crescer na escala evolutiva, porém deixam marcas em nossos corações... mas há sempre chances para novos recomeços.
Nada como o tempo para fazer com que aquela dor que parecia insuportável e interminável, paulatinamente mude de foco possibilitando novas investidas nessa aventura chamada vida.
Quem sabe como doar e receber amor do tipo incondicional, será sempre um bem-aventurado, inclusive por estar ao alcance de algumas palavras importantes como: solidariedade, compaixão, sensibidade, amor.
Parabéns pelo texto.
Estamos todos aqui, aprendendo todos os dias com a vida... morrendo a cada dia, e ressuscitando noutro dia.
Beijos de luz

Mari disse...

Olá Regina,

Obrigada por suas palavras e por seu comentário tão coerente que completou aquilo que eu quis dizer.

Beijos

Luci Lacey disse...

Lindo, parabens!!

TANTO AMOR E SOLIDÃO disse...

Há muita sensibilidade em suas palavras.

tudo de bom 2011.

Anônimo disse...

ola mary,

sei bem oq vc passou me doei por inteiro, carinho , afeto, amor, companherismo, lealdade, valores estes que em troca so recebia migalhas hoje sintome um lixo, um objeto que fora jogado pos o uso.
ainda mais ainda ouvi que nunca fui amado so estava comigo por coveniencia.

um desabafo

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails