Seja Bem Vindo!

Eu não preciso de ti. Tu não precisas de mim. Mas, se tu me cativares, e se eu te cativar...Ambos precisaremos, um do outro. A gente só conhece bem as coisas que cativou, por isso tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!

(Antoine de Saint-Exupéry).


sexta-feira, 12 de novembro de 2010

39,5 graus



Febre alta.
Corpo e cabeça doloridos, tosse e frio, muito frio.
Sono agitado, delírios, pesadelos...madrugada acordada, frio...
Finalmente a febre cede, o corpo cansado adormece...
Então o sonho vem e me leva a um lugar que não sei onde é, numa casa grande com muitas pessoas felizes, era uma festa!
Sei que meu filho está lá mas não vejo seu rosto, percebo ainda meus pais, irmã e sobrinho, mas todos são diferentes, quando os olho vejo outros rostos que me são desconhecidos, alguns amigos também estão lá, mas eles também não são eles...
É estranho porque eu sinto que são todos conhecidos, só seus rostos não são familiares.
Num canto está alguém que eu sei quem é, eu vou ao seu encontro e quando olho é você, exatamente você, com todos os gestos que eu conheço, com a voz que é só sua e quando você se vira...vejo seu rosto tão familiar, tão querido, tão saudoso...
Em meio a toda aquela gente só você é você, só você é exatamente do jeito que eu me recordo.
Meu coração pula dentro do peito numa alegria quase infantil, num êxtase, num euforia tão boa de sentir.
Fico parada te olhando, não consigo dizer nada, apenas olho você.
Você então toca suavemente meu rosto e diz "voltei", me abraça e me deixo ficar ali, quietinha, bebendo da fonte de um sentimento que não acaba, que não muda, que não perece.
Neste momento me dou conta que estou sonhando, eu sei que é sonho...e fico com medo de acordar, eu não quero acordar, quero ficar ali, no seu abraço...no meu sonho.
E fico ali sabendo que estou sonhando, mas eu sinto o seu cheiro, sinto o calor do seu corpo como se estivesse acordada...
Pela manhã quando acordei, tinha ainda a sensação da sua presença aquecendo a minha lembrança...
Com certeza foram delírios da febre alta, onde realidade e sonho se confundiram... e me deram de alguma forma a alegria de poder reencontrar você...


By: Mari

4 comentários:

Leonardo B. disse...

[não são as melhores, essas noticias, mas se puder contribuir para as suas melhoras, deixo]

um imenso abraço, Mari

Leonardo B.

angela disse...

Dureza...
Sonhos são realizações de desejos...fazer o que? Curtir.
beijos

Cacá disse...

Desjo que seu corpo volte aos 36º e que este cheiro e este calor lhe apareçam a qualquer momento.rsrs. Ótimo fim de semana, Mari! Paz e bem.

Andre Martin disse...

"Você" aqui pode ser qualquer um que lê (ou não)! Sorte desse "você" que lhe proporciona um "doce delírio". Certamente ajudou a você melhorar, pelo menos cercada de amigos "desconhecidos" mas presentes num momento de festa em alegria.
Que seu reestabelecimento seja pronto! E que você esteja pronta para voltar, em seu melhor estilo!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails