Seja Bem Vindo!

Eu não preciso de ti. Tu não precisas de mim. Mas, se tu me cativares, e se eu te cativar...Ambos precisaremos, um do outro. A gente só conhece bem as coisas que cativou, por isso tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!

(Antoine de Saint-Exupéry).


terça-feira, 2 de agosto de 2011

O que é beleza afinal?



Musa da copa, musa do futebol, musa de protestos, musa de estudantes, musa das musas...
Isto já está passando dos limites, as pessoas necessitam mais do belo do que de algumas virtudes humanas!
Qualquer coisa acontece e pronto, lá elegem uma musa.
Que necessidade absurda é esta!!!?
O culto ao belo torna-se cada dia mais intenso, os padrões de beleza que a sociedade exige são cada dia mais rígidos e esta insanidade coletiva vem destruindo milhares de jovens, que para se “encaixar” a estes padrões, acabam muitas vezes bulímicos, anoréxicos...e o pior de tudo, infelizes.
Para começar, quando crianças, sempre lemos ou assistimos historinhas ou filmes infantis, onde a princesa “sempre” é linda, tem cabelos maravilhosos, pele aveludada, voz maviosa...
Já notou que as princesas sempre nascem todas lindas e passam pelas diversas fases da vida sem se quer saber o que é uma espinha ou uma ruguinha de preocupação?
E os príncipes e heróis então? São sempre viris,elegantes, bonitos, a concepção estética não muda. Já os vilões são na sua maioria feios (as), asquerosos (as), vozes ásperas, sombrios...
Nunca vi desenho ou filme infantil onde o feio (a) é feliz, sem trauma e é o protagonista da estória!  
Que eu me lembre dos contos mais antigos, apenas na estória do “patinho feio” este paradigma caiu por terra. O querido patinho, foi humilhado por ser diferente dos outros...mas então ele descobre que é um cisne e vive feliz a sua diferença.
Recentemente “Shrek”, aborda exatamente o oposto do que sempre vimos, ou seja, a bela princesa é que vira uma ogra para ficar com o herói, que é um ogro...
Nos mostra ainda um ogro feio que tem todas as virtudes que realmente importam em um ser humano, ele tem caráter, é amigo, tem bom coração...e tudo isto o torno belo e querido para o público, pois é isto o que realmente importa! 
Não sei se é uma esperança, nem mesmo se estes dois exemplos são apenas e tão somente “exceções” à regra, mas de uma coisa eu sei, este culto à beleza, já passou dos limites...e faz tempo!
Sabemos que belos, feios, altos, baixos, gordos, magros, enfim...todos nós temos a nossa beleza, o nosso valor...temos ainda as nossas feiuras e desvios, que precisam ser corrigidos. Não é preciso que se enalteça a todo instante uma ou outra qualidade ou característica, é necessário que se possa viver feliz, cada qual com a sua semelhança ou diferença, sem que haja tanta cobrança com relação àquilo que se determinou como adequado ou não.
Espero que as pessoas comecem a mudar a mentalidade...e que frases como esta, escrita pelo poeta Vinícius de Moraes: “As muito feias que me perdoem, mas beleza é fundamental”, sejam aos poucos esquecidas e que as pessoas realmente aprendam a valorizar o seu próximo pelo que ele realmente é...e não pelo que mostra ser.
Que fique então, para fechar esta minha divagação sobre o assunto, a seguinte frase de Nelson Rodrigues: Ser bonita (o) não interessa. Seja interessante!
Eu diria mais: "A beleza exterior desacompanhada de alguma qualidade, perde todo o encanto!"

By: Mari

4 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Amiga Mari, excelente o teu texto. Concordo com tudo que dizes aqui. Realmente, a beleza interior é a que importa. Talvez tu não creia no espiritismo, mas, nós, adpetos da doutrina, sabemos que o aparelho físico de cada encarnado, foi programado no mundo espiritual antes de renascermos; e cada um de nós, tem o corpo necessário para cada passagem pela crosta terrestre. Então, muitas vezes, o indivíduo vem com um corpo muito bonito com a missão de resistir às tentações da carne, outras vezes, é concedido à pessoa, um corpo destituido de beleza para que ela tenha menos dificuldade na execução das tarefas sugeridas ou propostas para aquela existência, afim de acelerar o processo evolutivo.
Repetindo, cada um traz o corpo de que necessita.
Um grande abraço. Desejo-te um bom dia.

Cantinho She disse...

Ei querida! Amei o post e mais ainda a sua conclusão que concordo integralmente! Tb acho isso, fica tão pobrinho qdo só essa existe não é mesmo?!
Beijo, beijooooo
She

Mari disse...

Bom dia Dilmar,

Sim meu amigo, acredito e sou seguidora da doutrina.
E independente de qualquer coisa, acredito que nosso valor está no que somos, no modo como agimos e não naquilo que aparentamos!

bjs e obrigada pelo carinho

Mari disse...

She, minha flor, bom dia!
É nisto que eu realmente acredito.
Depois vou lá visitar seu novo espaço! A ONG precisa de toda ajuda de divulgação!

Beijo querida

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails