Seja Bem Vindo!

Eu não preciso de ti. Tu não precisas de mim. Mas, se tu me cativares, e se eu te cativar...Ambos precisaremos, um do outro. A gente só conhece bem as coisas que cativou, por isso tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!

(Antoine de Saint-Exupéry).


quarta-feira, 11 de novembro de 2009

O mundo nas costas...


A gente se esforça tanto na vida, quer realizar tanta coisa!
Nos sentimos sempre com o dever de fazer o melhor, queremos dar conta de tudo, carregar o mundo nas costas.
Sentimo-nos responsáveis por todos os que amamos, preocupamo-nos com nossos filhos, nossos pais, nossos irmãos, nossos amigos...enfim vivemos preocupados!
E de repente a gente se sente extremamente cansado, sem energia e com medo de fraquejar e não dar conta do recado.
É tanta preocupação com tudo e com todos, que esquecemos de alguém muito importante, esquecemos da gente!
Esquecemos de cuidar da pessoa mais importante, daquela que quando a gente deita a cabeça no travesseiro é a nossa maior companheira.
Então, eu percebo o quanto às vezes tenho me negligenciado por me preocupar tanto com o outro e esquecer de mim.
E eu não preciso deixar de fazer nada do que tenho feito por aqueles que eu amo e que precisam de mim, só preciso lembrar de incluir a mim mesma no rol das minhas preocupações.
Na maioria das vezes tenho me sentido tal qual uma formiguinha que carrega um pacote inteiro de bolachas nas costas, mal consegue se equilibrar em cima das patinhas, mas não para...
Bem, eu percebo que isto não está certo não...e que eu preciso carregar menos coisas se quiser continuar carregando-as por mais tempo.
Precisamos cuidar da gente com mais carinho, atenção e respeito, caso contrário, não seremos capazes de cuidar de mais ninguém!

By: Mari

Um comentário:

JOE ANT disse...

Por vários factores, resolvi copiar (na íntegra) e colocar o meu blogue este seu post.
Porque o texto se coaduna com o meu momento actual, porque o meu nick é Joe-Ant, porque gosto de formiga (ant, em inglês) e, porque gosto da descrição do seu blogue - usando parte de um verso do Osvaldo Montenegro do poema "Metade de mim".
Bem haja, pela pequena força que me deu e...
"Faça o favor se ser feliz"

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails