Seja Bem Vindo!

Eu não preciso de ti. Tu não precisas de mim. Mas, se tu me cativares, e se eu te cativar...Ambos precisaremos, um do outro. A gente só conhece bem as coisas que cativou, por isso tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!

(Antoine de Saint-Exupéry).


sábado, 27 de março de 2010

A fábula do porco-espinho


Durante a era glacial, muitos animais morriam por causa do frio. Os porcos-espinhos, percebendo a situação, resolveram se juntar em grupos, assim se agasalhavam e se protegiam mutuamente; mas, os espinhos de cada um feriam os companheiros mais próximos, justamente os que ofereciam maior calor. Por isso decidiram afastar-se uns dos outros e voltaram a morrer congelados. Então precisavam fazer uma escolha: ou desapareceriam da Terra ou aceitavam os espinhos dos companheiros. Com sabedoria, decidiram voltar a ficar juntos. Aprenderam assim a conviver com as pequenas feridas que a relação com uma pessoa muito próxima podia causar, já que o mais importante era o calor do outro. E assim sobreviveram!

Moral da História: O melhor relacionamento não é aquele que une pessoas perfeitas, mas aquele onde cada um aprende a conviver com os defeitos do outro e consegue admirar suas qualidades.  

4 comentários:

Pérola disse...

Amiga,eu já conhecia o texto eu o recebi na faculdade é magnífico!!!Mas essa foto do filhote porco espinho me encantou.
Parabéns minha linda.
beijokas.

Mari disse...

Oi Pérola,
O disse no seu blog é uma verdade e uma constatação. Fico muito feliz pelas amizades que tenho encontrado aqui, a sua é uma dela.
Domingo de luz pra você querida!
Um beijo

Pelos caminhos da vida. disse...

Viver...

De bem com a vida
Amando as pessoas
De todas as formas
É um detalhe que faz
toda a diferença!

Tenha uma semana maravilhosa!!!

beijooo.

Mari disse...

Bom dia minha amiga,
Adorei a mensagem...penso assim mesmo!
Um beijo

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails