Seja Bem Vindo!

Eu não preciso de ti. Tu não precisas de mim. Mas, se tu me cativares, e se eu te cativar...Ambos precisaremos, um do outro. A gente só conhece bem as coisas que cativou, por isso tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!

(Antoine de Saint-Exupéry).


sábado, 29 de outubro de 2011

Sentimento da noite...






Sonho. Não sei quem sou neste momento.
Durmo sentindo-me. Na hora calma
Meu pensamento esquece o pensamento,
Minha alma não tem alma.

Se existo é um erro eu o saber. Se acordo
Parece que erro. Sinto que não sei.
Nada quero nem tenho nem recordo.
Não tenho ser nem lei.

Lapso da consciência entre ilusões,
Fantasmas me limitam e me contêm.
Dorme insciente de alheios corações,
Coração de ninguém.

Fernando Pessoa, 6-1-1923

3 comentários:

✿ chica disse...

Muito lindo,Mari! Um lindo domingo,bjs.chica

Dilmar Gomes disse...

Amiga Mari, bela homenagem a este poema imortal.
Um abração. Tenhas uma linda semana.

Graça Pereira disse...

Pessoa é sempre uma escolha infalível: Bela e muito humana|
Beijo amigo
Graça

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails