Seja Bem Vindo!

Eu não preciso de ti. Tu não precisas de mim. Mas, se tu me cativares, e se eu te cativar...Ambos precisaremos, um do outro. A gente só conhece bem as coisas que cativou, por isso tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!

(Antoine de Saint-Exupéry).


quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Sentimento a gente não explica...sente!



Tem coisas que estão além do nosso controle e da nossa compreensão... 
Eu já desisti de entender ou procurar explicação para algumas delas.
Os nossos sentimentos por exemplo...não tem como explicá-los.
Também não tem como enfiar a mão por dentro e arrancá-los do peito da gente, sim... porque sentimento a gente sente no coração e na alma...
Seja lá o sentimento que for...amor, alegria, raiva, indiferença, saudade, etc.
Mas o amor...Ah! O amor...este danado!
O amor tem esse poder de nos tornar muito melhores do que éramos antes dele chegar...
O amor não machuca o que machuca são as pessoas envolvidas e suas atitudes...ou falta delas, isto sim machuca...não o sentimento em si.
O amor só nos faz bem, nos torna melhores como já disse, nos dá sensação de leveza, nos deixa mais alegres...mais tolerantes, menos ranzinzas.
O amor verdadeiro amplia outros sentimentos que carregamos dentro de nós, nos tornamos mais pacientes e menos ansiosos, nos tornamos mais sensíveis às outras pessoas, nos abrimos mais para as coisas da fé, para o místico.
O amor abre todos os canais que nos conectam com o Divino, abre em nós uma certa sabedoria, que nos ajuda a entender coisas que antes sequer notávamos...
O amor é algo que só pode fazer bem a quem o sente, seja o amor romântico, fraternal, maternal, platônico...não importa o tipo, mas sim o que causa a quem o sente...e só faz bem!
Por mais que eu tente, não vou conseguir explicar nenhum sentimento, principalmente o amor.
Mas e porque comecei a escrever sobre isto?
Simplesmente porque ontem, finalmente eu entendi que o que eu sinto é maior do que eu, entendi ainda que este meu sentimento não dói, hoje posso não conseguir explicá-lo, mas hoje eu o aceito assim, enorme em mim...transbordando em mim...para sempre em mim.
Não importa se o tempo me afasta de quem eu amo, o tempo, a vida... podem sim me afastar de quem eu amo, mas não podem acabar com o meu sentimento.
Novos caminhos se abrirão, novas estradas a percorrer...
Mas o meu amor segue comigo, onde quer que eu vá.
Acredito que por pertencerem uma a outra, as almas se reconhecem, e só se reconhecem porque um dia estiveram unidas pelo amor.
Hoje eu sei que podemos amar uma pessoa por toda uma vida...ou ainda, por muitas vidas...


By: Mari

3 comentários:

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Mari, tão lindo e espontâneo que nem sei o que falar. Mergulhei no seu texto e fui absorvido por êle.
Muito lindo.
Beijo no coração.
Manoel.

Anônimo disse...

lindooooooooooo...........

Mitchel Rhuan disse...

Eu sei que vou te amar, por toda a minha vida eu vou te amar, em cada despedida eu vou te amar, desesperadamente..

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails