Seja Bem Vindo!

Eu não preciso de ti. Tu não precisas de mim. Mas, se tu me cativares, e se eu te cativar...Ambos precisaremos, um do outro. A gente só conhece bem as coisas que cativou, por isso tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!

(Antoine de Saint-Exupéry).


terça-feira, 8 de novembro de 2011

Boa noite...

O amigo Dilmar comentou estes dias que devo ser a fã número um da Clarice, pois concordo plenamente. Ela consegue traduzir exatamente aquilo que sentimos e não encontramos as palavras certas para descrever!


"Quando o amor é grande demais torna-se inútil: já não é mais aplicável, e nem a pessoa amada tem a capacidade de receber tanto. Fico perplexa como uma criança ao notar que mesmo no amor tem-se que ter bom senso e senso de medida. Ah, a vida dos sentimentos é extremamente burguesa!"

(Clarice Lispector)

2 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Amiga Mari, sei o que isso, pois tenho minhas predileções por autores muito queridos. Por exemplo, Mario Quintana, apesar de citá-lo pouco eu o amo. Acho que da última que me referi a ele foi no dia 30 de julho, data natalícia dele, quando o homenagiei com um poema. Depois tem Jorge Luis Borges, Fernando Pessoa, Hermann Hesse, Erico Verissimo...
Tenho uma amiga aqui de Porto Alegre que também é apaixonada pela Clarice, aliás o nome da minha amiga é Clarice, coincidência, né.
Sabes, sempre que leio teus posts fico pensando, taí uma pessoa legal!
Um abração. Tenhas uma boa noite.

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Mari, apoio total pelo seu bom gosto em relação à Clarice. Continue "Clariceando" sempre. De fato, ela é incrível nas respostas que a vida nos pergunta.
Beijo no coração.
Manoel.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails